Notícias › 31/08/2016

Igrejas Católica e Ortodoxa Russa intensificam intercâmbio

Doze jovens teólogos católicos e estudantes em Roma, estão em Moscou, por duas semanas, como parte do programa de intercâmbio Católico-Ortodoxo, iniciativa que visa aproximar as duas Igrejas.

Ortodoxos em Roma

Na primeira parte do programa de intercâmbio, doze jovens estudiosos ortodoxos russos estiveram em Roma no mês de maio, por 10 dias, sendo recebidos pelo Papa Francisco [foto] na Audiência Geral de quarta-feira, 18. Um jovem russo disse na ocasião ter sido “uma das mais fortes e profundas experiências de toda sua vida”.

O projeto

O projeto de intercâmbio foi desenvolvido pelo Cardeal Kurt Koch, Presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos e pelo Metropolita Hilarion, Chefe do Departamento de Relações Exteriores do Patriarcado de Moscou.

O Padre Hyacinthe Destivelle, dominicano francês que trabalha com o Cardeal Koch no dicastério vaticano, tem sido o espírito motriz por trás deste programa de intercâmbio. O sacerdote passou seis anos em São Petersburgo, uma década atrás, e fala russo fluentemente.

Implementar conteúdo da Declaração Comum

O projeto é apenas uma das inúmeras iniciativas com o objetivo de “implementar” o conteúdo da “Declaração Comum”, assinada pelo Papa Francisco e o Patriarca Kirill, no histórico encontro em 12 de fevereiro, em Havana.

O objetivo deste esforço é melhorar a compreensão mútua entre a Igreja Católica e Ortodoxa russa, através de encontros pessoais.

Construir pontes

O projeto foi apoiado financeiramente pela Fundação Urbi et Orbi, fundada há quatro anos pelos editores da revista “Inside the Vatican”, com a finalidade de ajudar a “construir pontes” entre o Oriente e o Ocidente. O objetivo final é, naturalmente, espiritual e religioso – a cura do coração e a salvação das almas.

Um objetivo corolário é melhorar as relações entre a Rússia e o Ocidente, apesar de todas as tensões e dificuldades, e entre o mundo Ortodoxo em geral e ao mundo católico romano, entre as tradições latinas e bizantinas, o Ocidente e o Oriente.

Por Rádio Vaticano