Notícias › 16/09/2019

12º Encontro Nacional de Arquitetura e Arte Sacra bate recorde no número de inscrições

logo-Enaas-e1554115142891-1200x762-c

O 12º Encontro Nacional de Arquitetura e Arte Sacra, promovido pelo Setor Espaço Litúrgico da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), registrou recorde no número de inscritos. Ao total, 400 pessoas irão participar do encontro, que acontece nos dias 17 a 21 de setembro, em Castanhal, no Pará.

Com a intenção de estimular o debate acadêmico e interdisciplinar sobre a dignidade dos espaços de celebração, bem como a importância da preservação do patrimônio artístico e cultural, o evento reunirá pessoas envolvidas em construções, reformas e decorações das igrejas. Há ainda aqueles que desejam aprofundar a relação entre liturgia e arte, como decoradores, organizadores do espaço celebrativo para casamentos e formaturas e técnicos de som e iluminação.

O assessor do Setor Espaço Litúrgico, padre Thiago Faccini, afirma que poucas edições do encontro foram realizadas no Norte do país e que essa era uma oportunidade de levar uma reflexão sobre a importância do espaço litúrgico. “O desejo é estimular que profissionais possam trabalhar e investir nesse tema, mostrando que para se construir um espaço celebrativo tem orientações e normas específicas, então esses encontros ajudam a divulgar e refletir sobre isso”, diz.

O bispo de Castanhal, dom Carlos Verzeletti, afirmou ser uma honra acolher o encontro. “Eu estou muito convencido de que o espaço litúrgico é fundamental para uma boa celebração, porque o lugar onde nos encontramos ele tem que transmitir logo a fé que nós cremos, por isso, nós temos que nos sentir em casa. O espaço, a arquitetura, tudo que faz parte tem que nos falar da fé que nós cremos, da fé que nós vivemos”, garante o bispo.

Para debater temas específicos foram convidados conferencistas para participar do encontro. Um deles é o jesuíta, padre Marco Ivan Rupnik, dedicado à arte e espiritualidade. No Brasil, está à frente do programa iconográfico da Catedral de Castanhal, no Pará. Outra convidada é a diretora da Editora Lipa e do Atelier do Centro Aletti, Maria Campatelli.

Além das conferências principais, durante o encontro também haverá oficinais de diversos temas como iluminação; enculturação; os lugares da ação litúrgica; as Comissões de Arquitetura e Arte Sacra; a Iniciação Cristã nas tradições Siríaca, Oriental e Bizantina; o lugar do Batismo; Vida eclesial e praxe pastoral a partir do Batismo.

Por ser a área do espaço litúrgico e arte sacra muito ampla, padre Thiago afirma que a programação do evento contempla também as comunicações científicas. “É uma maneira que a gente tem de estimular os estudantes de pós-graduação, mestrado, doutorado que estão pesquisando nessa área, porque infelizmente nós temos muito pouco escrito sobre isso, então as comunicações científicas são para partilhar aquilo que está sendo pesquisado e receber contribuições também”, explica.

“A arte como expressão da vida litúrgica”

Durante o 12º Encontro Nacional de Arquitetura e Arte Sacra será lançado o livro “A arte com expressão da vida litúrgica”. A iniciativa é fruto das conferências do 11º ENAAS que foram transcritas, resultando nas páginas do livro. Em cada capítulo, o leitor será provocado a uma mudança de paradigmas, sobretudo ao compreender a origem da arte cristã e como deve ser hoje a arte a serviço da liturgia.

Para isso, o autor o padre Marco Ivan Rupnik, dedica-se a refletir sobre o símbolo como a coisa mais original que os cristãos introduziram na cultura mundial e, em seguida, disserta sobre a estrutura do edifício eclesial, percorrendo a história e resgatando a Eucaristia como fundamento para a criação arquitetônica e artística do espaço celebrativo. O livro já está disponível para compra no site da Editora da CNBB.

Confira o site oficial do 12º ENAAS.

Via CNBB