Notícias › 17/01/2017

Relatório apresenta cenário da desigualdade social no mundo

Apenas oito homens possuem a mesma riqueza que os 3,6 bilhões de pessoas que compõem a metade mais pobre da humanidade. É o que apontou um relatório da Oxfam – Organização Não Governamental – publicado nesta segunda-feira, 16.

Bill Gates, fundador da Microsoft, lidera, com uma fortuna estimada em US$ 75 bilhões. (Veja a lista completa ao final da matéria)

“É indecente que tanta riqueza esteja concentrada nas mãos de uma minoria tão pequena, quando se sabe que uma em cada dez pessoas no mundo vive com menos de US$ 2”, afirmou uma porta-voz da Oxfam, Manon Aubry.

Segundo o documento, na última camada, uma em cada 9 pessoas vive abaixo da linha da pobreza, buscando sobreviver com menos de U$ 2 por dia.

O relatório, intitulado “Uma economia para os 99%”, foi lançado um dia antes do início do Fórum Econômico Mundial, em Davos, onde estão reunidos representantes das maiores e mais ricas empresas do mundo.

No Brasil, os 6 maiores bilionários concentram a mesma riqueza que mais de 50% da população – um total de mais de 100 milhões de pessoas. Neste cenário de concentração extrema, as desigualdades tornam-se cada vez mais próximas e visíveis.

O relatório analisa ainda como grandes empresas e pessoas super-ricas estão “acirrando a crise da desigualdade” e o que pode ser feito para mudar essa situação.

Solidariedade

Em outubro do ano passado, o Papa Francisco enviou uma mensagem ao III Festival da Doutrina Social da Igreja, que acontecia na cidade italiana de Verona. Na ocasião, Francisco pediu solidariedade no combate à desigualdade social.

Francisco elogiou as empresas que durante a crise reduziram as margens de lucro em benefício dos postos de trabalho e criticou as economias, nas quais a palavra “solidariedade” é quase um “palavrão”.

“A Doutrina Social não tolera que os benefícios sejam exclusivamente de quem produz; que a questão social seja delegada ao Estado ou às operações de assistência e voluntariado”, declarou o Papa.

“É preciso coragem, decisão e a força da fé para estar dentro do mercado, mas colocando no centro a dignidade da pessoa e não o ídolo dinheiro. A solidariedade é uma palavra-chave na Doutrina Social da Igreja”, afirmou Francisco. Leia mais

Veja a lista completa dos oito homens mais ricos do mundo:

Bill Gates, americano, fundador da Microsoft: US$ 75 bilhões

Amancio Ortega, espanhol, fundador da Zara: US$ 67 bilhões

Warren Buffett, americano, CEO e e sócio da Berkshire Hathaway: US$ 60,8 billhões

Carlos Slim Helu, mexicano, dono do Grupo Carso: US$ 50 bilhões

Jeff Bezos, americano, presidente da Amazon: US$ 45,2 bilhões

Mark Zuckerberg, americano, fundador do Facebook: US$ 44,6 bilhões

Larry Ellison, americano, cofundador e CEO da Oracle: US$43,6 bilhões

Michael Bloomberg, americano, dono da Bloomberg LP: US$ 40 bilhões

Por Canção Nova