Notícias › 11/08/2017

Anunciadas as principais atividades e lugares que o Papa visitará no Chile

A Comissão Nacional Visita do Papa Francisco ao Chile anunciou no dia 9 de agosto os principais locais onde o Santo Padre celebrará a Eucaristia e encontros nas três regiões do país, entre os dias 16 e 18 de janeiro de 2018.

Em 16 de janeiro, o Pontífice celebrará uma Missa no Parque O’Higgins, em Santiago; no dia seguinte, será no Aeródromo Maquehue, em Temuco, no sul do Chile; e, por último, na região da Playa Lobito, em Iquique, localizada na região norte do país.

Dom Fernando Ramos, Secretário Executivo da Conferência Episcopal do Chile e Coordenador Nacional da visita do Pontífice, explicou que durante a viagem haverá diversos encontros com grande número de pessoas em Santiago, capital do país.

Entre eles estão: na Catedral Metropolitana, no Santuário Santo Alberto Hurtado, no Centro Penitenciário Feminino de San Joaquin, no Santuário Nacional de Maipú, na Pontifícia Universidade Católica do Chile e no Palácio do Governo.

Dom Ramos manifestou que, em coordenação com a comissão de estado, os locais foram escolhidos de acordo com o espaço, a facilidade de acesso e pensando naqueles peregrinos de regiões ou outros países que chegarão ao lugar.

“Esta é uma notícia muito boa para todas as pessoas que querem ir ao encontro do Santo Padre e da sua mensagem. A confirmação desses lugares permitirá que todos aqueles que querem participar destas atividades, tanto residentes no país como os estrangeiros, possam organizar com antecedência a sua participação nesses eventos”, disse o Prelado.

“Convidamos todas as pessoas de boa vontade para receber o Papa com o coração aberto”, incentivou Dom Ramos.

Além disso, o Bispo explicou que, devido ao limitado tempo da visita, é difícil que o Pontífice participe em um encontro pessoal com trabalhadores, estudantes ou comunidades de piedade popular, por exemplo. Entretanto, sublinhou que em cada Missa terão “rostos que representarão os grupos mais específicos”.

A comissão do estado disse que está avaliando a possibilidade de feriado regional para cada uma das regiões, especialmente Santiago, onde será realizada a maioria das atividades.

O anúncio foi realizado depois do primeiro encontro preparatório para “Meios de Comunicação e Comunicadores”, quando a comissão nacional comentou sobre alguns aspectos da organização e funcionamento da equipe.

Nesta ocasião, Juan Pablo Cannata, jornalista sociólogo argentino, desenvolveu o tema “O Papa dos meios de comunicação e o Papa do povo”, para analisar a mensagem do Pontífice e como ele desafia atualmente os diferentes níveis sociais, culturais e políticos.

Por ACI Digital